traqueostomia

Traqueostomia e o Covid

A traqueostomia é uma técnica médica utilizada como recurso no cuidado de pacientes nos mais diversos cenários de tratamentos. No entanto, com o surgimento da Covid-19, com seus sintomas respiratórios severos, a traqueostomia se tornou um assunto muito comentado. 

Você sabe o que é esse procedimento e por que ele é utilizado no tratamento de alguns casos de Covid? Continue a leitura que explicaremos. 

O que é a traqueostomia? 

A traqueostomia é uma técnica médica, podendo ser feita de forma permanente ou temporária, que trata de criar uma pequena abertura no pescoço do paciente para a colocação de um tubo em sua traqueia.

A inserção do tubo ocorre via um corte feito no pescoço, pouco abaixo das cordas vocais. O objetivo do procedimento é permitir que o ar entre nos pulmões da pessoa, sendo que a respiração acontece por meio desse tubo, dispensando o uso do nariz, boca e garganta.

Esse procedimento pode ser realizado de forma planejada, ou seja, é um procedimento agendado, que envolve uma preparação prévia. Ainda, pode ocorrer em situações de emergência, quando seu objetivo principal é salvar a vida do paciente de forma imediata, ou seja, quando não há tempo para preparações. 

Como ela é realizada?

Nos casos planejados, geralmente, os pacientes recebem uma anestesia geral. Isso quer dizer que a pessoa vai adormecer e passará por todo o procedimento sem sentir nenhuma dor.

Quando é um caso de emergência a anestesia, normalmente, é local. Ainda assim, o cirurgião apenas inicia o processo após ter certeza de que a região está completamente anestesiada.

O corte é feito no pescoço, pouco abaixo da região onde está situado o pomo de adão. O corte passa pelos anéis cartilaginosos da parede externa da traquéia. As dimensões do orifício devem ser o suficiente para caber o tubo em seu interior.

Após inserir o tubo, ele é conectado a um ventilador, se for o caso de o paciente precisar de uma máquina para respirar.

A faixa que segura o tubo no pescoço do paciente tem uma  importante função: ajuda a mantê-lo no lugar enquanto a pele ao redor avança em seu processo de cicatrização.

Traqueostomia e o Covid

A Covid é caracterizada, principalmente, pelos sintomas respiratórios, que podem ser leves, moderados ou graves, dependendo do paciente. Nos casos mais graves é comum que os pacientes enfrentam dificuldade severa para respirar. E é aí que entra a traqueostomia. 

A traqueostomia é um recurso muito valioso no tratamento de pacientes com Covid que sofrem com dificuldade de respiração. Dos pacientes infectados uma fração notável (9.8% a 15.2%) irá necessitar de ventilação mecânica invasiva, ou seja, poderão passar por uma traqueostomia caso permaneçam mais de 14 dias intubados. Isso é importante para prevenir o surgimento de lesões no fundo da garganta e na própria traquéia pelo tempo prolongado de intubação. Além disso, a traqueostomia facilita a respiração pelo ventilador mecânico, é mais confortável, demandando menos sedação e contribuindo para que o paciente volte a respirar sozinho mais rapidamente.

Vale ressaltar que esse procedimento é indicado para casos graves da doença e pode ser fundamental para o tratamento dos pacientes críticos. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em cirurgia torácica em Belo Horizonte!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp